quarta-feira, 23 de Março de 2011

Alheira com Ovo

................... A expressão "alheira com ovo", arrasta irremediavelmente para a lembrança gordurosa daquele prato de tasca, lá no fim da lista, o mais barato, até mais que o bitoque, depois traduzido numa alheira frita em óleo, que aliás a embebe, umas batatas fritas em óleo a escorrer, um ovo estrelado nojento e também engordurado para não destoar na sinfonia lipídica enfeitada com duas azeitonas e uma rodela de tomate melada que ou se engole logo ou nunca mais se lhe consegue tocar.
Mas o certo é que o sabor do ovo estrelado parece feito de propósito para combinar com este nosso enchido tão peculiar quanto maltratado.
Hoje, vai sendo cada vez mais uma sorte achar uma alheira com personalidade e que saia da mediania normalizada e selada que as regiões DOP nos vão impingindo, já para não falar nas aberrações que vão aparecendo com o aspeto e nome de alheira e que depois, até bacalhau têm dentro. Notem que eu não estou contra a existência de enchidos de bacalhau, só contra a usurpação de um nome...
Estas alheiras nasceram em Chaves por mão e fumeiro caseiros e vieram de combóio,
. sem frigorífico, nem selo, nem ASAE, até encherem a minha cozinha desse cheiro espantoso dos enchidos bem fumados que nenhum saco ou papel consegue deter.
A apresentação que imaginei e aqui vos deixo, pretende ser a reunião do melhor de dois mundos: o tradicional uso nortenho da combinação com os grelos de nabo e batatas cozidas, com o ovinho tascoso das cidades, mas que sabe tão bem, tudo feito no forno, para não ficar muito gordurosa esta 20ª Trilogia, com o Cupido e a Ana!
. Ingredientes:
.
2 Alheiras
2 Ovos
Batatas
Grelos de nabo
1 dente de alho
1 fio de azeite
.
Preparação:
.
Faça um golpe longitudinal na pele das alheiras e retire-a. Molde a massa de cada alheira com a forma de um hamburger grosso e com o auxílio de uma concha ou fundo de recipiente
. (eu usei um ramequim) forme uma concavidade na parte superior.
.
Ponha as alheiras assim moldadas numa assadeira ou travessa de forno e leve-as a cozinhar em forno quente até começarem a ganhar cor, enquanto coze em água e sal meias batatas e escalda grelos de nabo.
Retire as alheiras do forno, disponha as batatas e os grelos em volta, regue os vegetais com um fio de azeite
. e volta ao forno depois de pôr na concavidade de cada alheira moldada a clara de um ovo. Deixe no forno até as batatas corarem e a clara estar assada.
.
Faça um entalhe no centro da clara retirando um pouco com uma colher de chá e coloque então as gemas.
. Vai ao forno por apenas breves minutos de modo a aquecer a gema e prendê-la à clara mas sem a cozer.
.

10 comentários:

diogo disse...

" numa alheira frita em óleo, que aliás a embebe, umas batatas fritas em óleo a escorrer, um ovo estrelado nojento e também engordurado para não destoar na sinfonia lipídica enfeitada com duas azeitonas e uma rodela de tomate melada que ou se engole logo ou nunca mais se lhe consegue tocar."
e de repente senti-me no refeitório da ENIDH . boas e más recordações ...

cupido disse...

Com tanta desconstrução na cozinha, é muito agradável ver uma receita de tasca a ser reconstruida e a dar uma bela preparação.

Bela trilogia e para a semana há mais...

Isabel I disse...

Estive uns dias em Mirandela, a trabalho e disseram-me lá que a alheira se come assada no forno e acompanhada de couves e batatas cozidas temperadas com azeite e vinagre, nada mais. Levaram-me a um restaurante a comê-las assim e gostei muito, agora em casa faço-as assim também.

anna disse...

Até parece que combinámos ser alternativos: hamburgueres, croquetes e rissóis, uau!!!!
Gostei do ovo esparramado sobre a alheira no forno, que é a minha maneira preferida de as preparar.
Beijinhos e uma boa semana.

Carla Soar disse...

Babei e continuo babada... desde q vivo cá, sempre comi alheiras assadas no forno... foram-me assim apresentadas pela sogra e, consequentemente, adotadas como regra cá em casa... da primeira vez que as ví fritas, embebidas e mal cheirosas de óleo de tasca quase não acreditei no que fazem às pobres coitadas... Coloco as alheiras no topo da lista das iguarias gastronomicas de Portugal e vou agora, aqui perto, comprar umas super especiais e prepará-las no final de semana... OBGDA virei cliente :)

gasparzinha disse...

Quando apanho umas belas alheiras caseiras, costumo fazê-las grelhadas, achato-as tb com a pele rasgada e acompanho com espinafres ou grelos - a combinação perfeita. Gostei muito desta sugestão no forno, principalmente da apresentação com o ovo. Vou experimentar. :)

Lídia Fernandes disse...

Obrigada por esta sugestão, foi aceite para o nosso jantar de sexta-feira! Ficou delicioso.

moranguita disse...

Olha que bela apresentaçao!!!

nherf disse...

Ola!!
Parabéns pela recriação de tão famoso prato.

Cá em cas gostamos muito de alheiras, mas já há bastante tempo que deixamos de as fritar, costumamos cozinha-las na chapa como se de um bife trata-se, acompanhamos com grelos salteados e um pouco de batata frita, muito saboroso também.

Mais uma vez parabéns pela receita.

Cenourit@ disse...

Nunca frito as alheiras, prefiro grelhá-las (só com um calorzinho) e ficam óptimas.
Bem... mas este prato de tasca é mesmo a minha cara :)))
Parabéns e agradecida pela sugestão.