sexta-feira, 16 de março de 2012

Almôndegas com esparguete de orégãos

                             Almôndegas é o modo como mais gosto de carne picada e se, durante estes anos todos de blog, nunca apareceram por aqui, isso deve-se, não a que não seja um prato habitual em minha casa, mas porque é um prato que não sou eu a fazer, já que a Zé as faz divinas e eu aproveito para fazer boa figura, amenizando a minha péssima imagem de usurário impiedoso do tempo de cozinha familiar.

Hoje, estava para vos falar de algo, novo para mim mas em que estou a descobrir possibilidades ainda há pouco nem sequer pressentidas: a massa fresca com sabores e especiarias incorporadas, tema a que voltarei várias vezes em breve, mas pensando no pedido de um visitante recente do blog, ficará a massa por hoje relegada para acompanhamento das almôndegas, e noutro dia a ela voltaremos, que bem merece.

Ingredientes:

500g de carne de vaca, picada
50g de cebola (uma, pequena)
1 ovo
Sal e pimenta
4+2 dentes de alho
40g de pão ralado (2-3 colheres de sopa)
Salsa
Azeite
Polpa de tomate
1 copo de vinho branco, seco
Massa fresca de orégãos

Preparação:

Misture muito bem a carne com o ovo, a cebola picada fino, quatro alhos esmagados, salsa picada, sal e pimenta moída na altura.
Adicione por fim o pão ralado, que se destina a absorver o excesso de líquidos da massa e a suavizar a textura da almôndega,
misture muito bem e deixe a descansar por, pelo menos, quinze minutos,
de modo a que este pão ralado tenha tempo de se hidratar por completo.
Molde as almôndegas,
E sele-as num fundo de azeite, virando-as até estarem louras por todos os lados.
Junte por fim polpa de tomate, dois alhos,
o vinho branco e deixe a cozinhar, tapadas, durante cerca de vinte minutos (meia hora se tiver moldado almôndegas grandes), agitando de vez em quando para que as almôndegas rodem sobre si.
Faça uma massa fresca, misturando muito bem um ovo, uma pitada de sal, um punhado de orégãos secos, um pouco de água e farinha suficiente
para obter uma massa dura. Deixe descansar por meia hora e estenda-a com rolo ou na máquina de estender massas
e corte-a em esparguete ou tagliatelle.
Coza em água com sal, escorra quando estiver a seu gosto (o al dente não é sinónimo de massa bem feita, é só massa bem feita para quem gostar assim…), mexa-a com um fio de azeite virgem e sirva a acompanhar as almôndegas.

4 comentários:

Maria de Jesus Lourinho disse...

Hummmmmm!!!

anna disse...

Adoro almôndegas...as minhas não levam pão ralado, mas as próximas levarão.
Nem sei que te diga da massa fresca... que nervos!
Beijinhos.

fábio souto disse...

Obrigado por se lembrar de mim!
E a massa será algo que farei também!

Melhor só se as mandasse para cá!!,

Um abraço
Fábio

tila disse...

Por acaso, e que feliz acaso, encontrei o seu blog. Perfeito. Gosto da sua apresentação, dos pratos e principalmente do seu jeito para nos contar toda a sua história e preparação. Vou segui-lo sem dúvidas e com muito prazer.....
Tila