sábado, 20 de outubro de 2012

A Feira das Mercês


   
            Começou hoje e prolonga-se até ao próximo dia 1 de Novembro a  Feira das Mercês, antiquíssimo vestígio do culto popular do Divino Espírito Santo que se realiza nas duas últimas semanas de Outubro, numa quinta que foi casa do Marquês de Pombal na zona saloia, entre Rio de Mouro e o Algueirão, aqui mesmo nas “barbas” de Lisboa.
Embora seja hoje uma sombra do que já foi, poderá ainda servir para encontrar produtos genuínos vendidos pelos próprios produtores, frutos secos, sementes para ter os seus próprios vasos ou canteiros de salsa e coentros, malaguetas acabadas de colher, abóboras diversas entre as quais gilas soberbas, água-pé  verdadeira e castanhas 
e, se tiver sorte e não for muito tarde, alguma vendedeira das tradicionais pêras pardas cozidas e ainda quentes.
Na restauração ambulante que constitui uma boa parte da Feira das Mercês, poderá provar esse petisco inolvidável que é a Carne às Mercês
feita durante horas nas frigideiras de barro 
e que deve pedir sem batatas fritas, ou com elas à parte, 
pois instalou-se o deplorável hábito de apresentar as frigideiras da carne com um montículo de batatas fritas por cima, nalguns dos restaurantes; a tradição vai-se vergando aos apetites modernos e dá a costumada asneira.
Mas o sabor continua uma delícia que vale a pena provar acompanhado pelo belo pão saloio, umas azeitonas e um copo de vinho.
.

2 comentários:

Cristiana urbano disse...

deve ficar muito bom, essas feiras são muito boas encontramos tudo fresquinho beijocas

anna disse...

Saudades de ir à feira com os meus pais e tios...
Ainda lhe sinto o cheirinho no ar!
Beijo.