segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Arroz de Funcho Selvagem (Cozinha cigana)

              Além da utilização açoriana na sopa de funcho, o funcho selvagem faz parte de uma cozinha que, apesar de existir ao nosso lado nos é totalmente desconhecida: a Cabén Calin, a cozinha cigana nómada, que se vai perdendo à medida que os grupos ciganos nómadas do Sul de Portugal vão sendo cada vez mais raros. 
Nesta cozinha cigana, usa-se, por exemplo, o cardo mariano, o ouriço-cacheiro e, o que nos interessa hoje, o funcho,
com o qual os ciganos preparam um arroz delicioso e emblemático, associado normalmente a galinha ou frango mas que pode ser também com qualquer outra carne, doméstica ou de caça.

Ingredientes:

Frango
Azeite
Alho
Cebola
Sal e pimenta
Tomate maduro (ou polpa)
Funcho
Arroz

Preparação:

Refogue a carne partida em pedaços juntamente com o azeite, alho, cebola e tomate (ou a sua polpa).
Junte água na proporção de três partes para uma de arroz, deixe ferver por uns minutos e junte então uma quantidade generosa de funcho fresco picado
e deixe cozinhar até a carne estar cozida. Junte então o arroz, deixe cozer mexendo sempre e sirva mais ou menos caldoso mas sempre húmido.

7 comentários:

Comida de conforto disse...

Nunca comi funcho, mas o aspecto deste arroz convenceu-me. Gostava de experimentar.

Beta disse...

Olá. Adoro o seu blogue. Já aprendi muito, como por exemplo como se faz couscous em casa (a massinha).
Esta última receita, suscita-me um comentário e um alerta. Existem plantas na natureza que se assemelham muito ao funcho, mas são tóxicas. Por isso, prefiro semear na minha horta sementes de compra e assim conseguir obter também a rama, ou então comprar no supermercado.
Obrigada por todos os seus ensinamentos.
Cps
Beta

Paula disse...

Esse arroz tem um aspecto delicioso!

Luís Pontes disse...

Beta,
Infelizmente, a rama de funcho cultivado não se compara em intensidade de sabor com a do funcho selvagem.
Existe na província algum preconceito contra o funcho selvagem pelo facto dos animais de pastoreio, vacas e ovelhas não lhe tocarem e ser frequente estar o pasto completamente comido e apenas os funchos aqui e ali; isso deu-lhe uma aura de toxicidade (os animais lá sabem...), mas totalmente injustificada. Não conheço nada na Natureza que seja sequer vagamente semelhante a funcho e tóxico; referia-se a quê?

Beta disse...

Olá
Em tempos, fazendo pesquisa sobre funcho apareceu-me a referência a espécies selvagens de plantas que ocorrem na natureza e que são confundidas com ele (para quem não conheça bem), mas tóxicas. Retive a informação, mas não fixei os nomes. Agora fiz novamente a pesquisa e encontrei informação sobre espécies da mesma família (Apiacea)que existem em natureza e que têm folhagem, porte e flor que se assemelha à do funcho: umas
pertencem ao género Cicuta L e outra é a espécie Conium maculatum, donde é extraído o veneno intitulado cicuta.
Cps
Beta

Ana disse...

só quem vive na cidade ou não conheça o funcho pode confundir a cicuta com o funcho. A parecença é muito ligeira.

www.amsk.org.br disse...

Bravo,a receita é feita de preferência no natal e já bem conhecida dos ciganos portugueses.
Sua receita é de muito bom gosto e deliciosa. Certa vez, nos disseram que a muito tempo atrás se fazia para acalmar a fome, pois arroz e funcho fazem isso, acalmam os ânimos também. Picar o funcho bem fininho e refogar junto com o tempero e o azeite. Deitar o arroz e pronto, divino.

Foi bom vir aqui.

um beijo das cozinheiras dos Vurdóns