quarta-feira, 27 de março de 2013

Pudim de Aletria



                 Quando se escreve “pudim receita” no Google, ele devolve-nos 1.560.000 resultados, número que passa para uns infernais 18.700.000 se a pergunta for feita em inglês, o que poderia fazer-nos pensar que isto de pudins é um mundo de alternativas e possibilidades sem fim.
Mas não! Os nomes variam, uns mais ovos, uns mais gemas, um é flan, aqui um leva toucinho, ali outro caramelo, um maizena, outro pão, um forno, outro banho-maria, todos açúcar, mas a verdade é que um pudim é… um pudim.
Destinado a fazer um pudim, tema desta 125ª Trilogia com a Ana e o Amândio, iria pois juntar a ciência-certa de todos os pudins, ovos, leite, açúcar, caramelo por fora, com um dos doces de colher portugueses que mais me encanta, a aletria doce. A ideia não é original, embora raramente se veja, excepto, é claro, a modinha de juntar “pudins” industriais de fécula e essências a aletrias e arroz doce, mas isso é coisa que não é nem nunca será assunto neste blog e que me abstenho de comentar.

Ingredientes:

125g de aletria (cerca de 7 meadas)
0,5l de água
0,75l de leite
Casca de 1 limão
250g de açúcar (+açúcar para caramelo)
6 ovos
Canela em pó

Preparação:

Caramelize açúcar na própria forma do pudim e pincele-o de modo a cobri-la por inteiro. Polvilhe canela sobre o caramelo.
Coza a aletria na água e, quando esta estiver quase toda absorvida, junte o leite e a casca de limão e deixe continuar a ferver, tapada e com lume muito brando.
Quando a massa estiver bem cozida, adicione o açúcar (a partir daqui a massa não coze mais), leve de novo a ferver por breves minutos e deixe arrefecer. Se notar que, ao arrefecer se torna demasiado espessa, junte mais um copo de leite frio.
Quando estiver apenas morna, junte então os ovos batidos, mexa e vaze na forma. 
Tape.
Leve ao forno médio (180ºC) em banho-maria por cerca de 30 minutos, ou a forno brando (150ºC), sem banho-maria, durante cerca de 40 minutos.
Guarde no frigorífico e desenforme no dia seguinte.
Sirva em fatias, regadas com o molho de caramelo que se forma.


3 comentários:

Bel disse...

Gostei muito do seu blog e o estou acompanhando. Este pudim está fabuloso, cremoso, adoro pudins. Se desejar, passe no meu cantinho, será bem-vindo.
bjos.

Elizabeth Muller disse...

Oi: a esta semana de vocês está difícil de resistir! Pudins! Hum!!! Beth

anna disse...

Que pudim bonito...
A mim, não posso dizer que a aletria me encanta, mas acho que fizemos 3 belos pudins, bem diferentes e cheios de sabores e aromas.
Uma semana própria para gulosos...
Beijos.