sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Estupeta de Atum


           Estupeta é um daqueles nomes que designa não só o prato como o ingrediente.
Típica e quase um ex-libris gastronómico de Vila Real de Santo António e do Sotavento Algarvio, comem-se estupetas por todo o Algarve e agora também um pouco por todo o lado, dada a excelência do petisco.
A estupeta é atum cru das aparas de muxama conservado em salmoura forte e vende-se* hoje em baldes plásticos de diversos tamanhos.
Para as refeições leves, rápidas e frescas que agora apetecem ou simplesmente como petisco de qualquer altura, uma estupeta é, na sua desconcertante simplicidade, sempre uma festa para o paladar e um prato consensual no aplauso dos comensais.

Ingredientes:

Atum para estupeta
Cebola
Pimento
Tomate
Pimenta
Azeite e vinagre

Preparação:

Ponha o atum
em água por uns minutos, para amolecer e facilitar o trabalho. Vá abrindo as fibras do músculo sob água corrente. Costumo passar os bocados de atum com um rolo pesado
de modo a que abra e facilite a acção da água e vou depois desfiando em pequenos pedaços, sempre dentro de água até que, bem espremido fica uma miga como esta,
que vai para o fundo da tigela. Sobre o atum vai então cebola cortada fina, pimento
e tomate em cubos pequenos, pimenta e por fim, azeite abundante** e vinagre de vinho.
Bem mexida, está pronta a estupeta para ir estagiar
uma ou duas horas no frigorífico para ficar bem fresca antes de ser servida,
normalmente acompanhada por uma fatia de pão e vinho a gosto.

Notas: * Apesar de haver outros preparadores desta conserva, todos algarvios, o destaque terá que ir para as Conservas Dâmaso, de Vila Real de Santo António,
que, na prática, acabam por ser os únicos que têm dimensão a nível de distribuição nacional. A sua estupeta encontra-se à venda lá e nas casas especializadas em bacalhau. Em Lisboa existe na Rua do Arsenal.
** Tradicionalmente as estupetas são apresentadas “afogadas” em azeite, quase 1 dl por pessoa, onde se vai molhando o pão à medida que se come o petisco. Por motivos dietéticos, cortei drasticamente na quantidade de azeite, de que utilizei apenas o necessário para temperar e ficou deliciosa também. A “linha” agradece.



7 comentários:

castrantonio disse...

Conheço bem o Dâmaso e D. Lucia, em boa hora ele se lembrou de colocar de novo a experiência que ganhou durante muitos anos na fábrica das conservas...
Tem que experimentar (se é que não experimentou já) uma caldeirada de Muxama...
Atum é com essa gente mesmo.
Bem haja

vera disse...

há uns meses trouxeram-me estupeta do dâmaso tambem, mas por engano veio fresca em vez de em salmoura e foi o Sr. Luis que me ensinou a fazer a salmoura de peixe, e posso dizer-lhe que resultou na perfeição, ainda tenho um pouco que continua em salmoura na minha despensa fora da luz e calor! nesse dia tambem veio um pouco de espinheta fresca e que preparei como o Sr. Luis ensina no blog, e aconselho a comprar barrigas de atum que grelhadas são uma delicia. Isto numa visita ao Algarve claro porque para quem é de fora é difícil consegui-las.... Continue com os bons petiscos e boas férias!

olguini disse...

Será que nas mercearias finas vendem isso?! é que vivo no Porto e não me lembro de ver à venda estupeta de atum...também nunca procurei é um facto. Mas se souberem onde posso encontrar agradeço para experimentar a iguaria ;)

Maria José Andrade disse...

Olguini

Tente na Casa Chineza, na R. Sá da Bandeira, em frente ao Bolhão. É uma mercearia com muitos anos, à moda antiga.

Eu não moro no Porto, mas conheço bem essa zona. Se lá não tiver, talvez a informem de onde tem.

Boa sorte

Madalena disse...

Será que na zona Centro (Coimbra) também encontro à venda??? É que adoro esta iguaria e só como quando vou ao Algarve (mais propriamente em Vila Real de Santo António)!!

Paulo Rodrigues disse...

Boa Noite,
Madalena, quando quiser "Muxama de Atum" ou "Estupeta de Atuma" entre em contacto comigo, sou de Aveiro e vendo esta iguaria na zona centro, e vou a Coimbra também. Paulo 969556908

Parceria das Conservas disse...

Parabéns pelo blog! É uma referência para tudo o que existe de bom em Portugal em termos do património ligado à gastronomia.
Aproveito também para informar que na Parceria das Conservas (mercado de Campo de Ourique), existe estupeta e muxama à venda (das Conservas Dâmaso). Estamos abertos todos os dias das 10 às 23 horas.