terça-feira, 1 de setembro de 2015

Tomatada

                 Os tomates dão-se muito mal com o frio.
Essa verdadeira incompatibilidade visceral e irremediável é o que faz serem impossíveis nas estações frias pratos como esta tomatada, um gaspacho ou uma simples salada de tomate decente, sendo apenas nalguns casos possível o recurso ao tomate enlatado, o único que, de Inverno, guarda essa qualidade preciosa que só o sol de Verão pôde dar e que mesmo a congelação, por ser fria, consegue destruir no tomate: o seu portentoso sabor.
Infelizmente, o acesso a tomate verdadeiramente maduro é um bem que vai sendo cada vez mais difícil de obter, já que nas cidades, quem se abastece normalmente em supermercado, passa toda a estação a consumir tomates de produção normalizada em estufa, artificialmente “amadurecidos” durante o longo processo que medeia a colheita e a chegada aos lineares, refrigerados e pálidos (ou geneticamente “vermelhos” como esta variedade em cacho, que tanto promete mas que nunca deixa de decepcionar).
Se tem acesso a tomates menos normalizados, mais feios, rugosos e bem vermelhos, que se vendem em algum comércio local e nos mercados das cidades, na província ou pela mão de algum amigo produtor, ou do seu próprio quintal, aproveite esta estação bendita para usar e abusar deste fruto precioso   e não esqueça o que aqui se disse logo a abrir: nunca, mas mesmo nunca, sujeite qualquer tomate, seja ele um daqueles grandes “coração” ou um pequeno cherry a uma estadia no frigorífico, guarde-os cá fora numa fruteira ou tijela à temperatura ambiente, sob pena dele se vingar e largar para o frio todo o seu sabor.

Ingredientes:

Tomates maduros
Cebola
Alhos
Azeite
Sal e pimenta
Pão e água

Ovos
Farinheira
Chouriço

Preparação:

Tal como para um gaspacho, também para a tomatada o êxito prende-se com a qualidade dos ingredientes, razão porque é lá, no Alentejo profundo e com produtos genuínos da terra que se comem as melhores tomatadas.
Aqui, use tomate amadurecido na planta e que nunca tenha sido refrigerado.
A preparação é a de um refogado: pele os tomates e leve-os ao lume com azeite, cebola, alho, sal e pimenta.
Se quiser, pode introduzir alguma erva aromática a seu gosto, coentro, ou poejo, hortelã-da-ribeira, embora eu prefira deixar simples, o sabor poderoso do tomate a dominar o prato.
Deixe fritar, mexendo de modo a que o tomate se vá desfazendo e a cebola e alhos fiquem cozinhados, acrescente água, 
rectifique sal e verta sobre pão alentejano duro cortado em falhas.
Frite uma farinheira e rodelas de bom chouriço (linguiça) num pouco de azeite
onde depois estrela* um ovo por comensal.

Sirva com o ovo por cima e rodelas dos enchidos fritos.



Nota: * Usualmente este ovo é escalfado, mas preferi estrelá-lo por achar que ia melhor com os enchidos fritos. Não me arrependi.

5 comentários:

Ângela disse...

É pena não ter agora tomate "do verdadeiro" (designação da minha tia para produtos da região demarcada da sua aldeia natal, e que o resto da família foi adoptando). É uma óptima sugestão caso tenha sorte no próximo fim-de-semana

castrantonio disse...

Caríssimo Luis Pontes
Mas agora em tudo vai um ovo estrelado?
Não é que me desagrade, de maneira nenhuma, mas achei curioso nestas duas últimas receitas aparecerem ovos estrelados...
Mas que a tomatada está com óptimo aspecto, isso está...
Bem haja

antónio castro

Luís Pontes disse...

Caro António Castro,
Foi o que se chama uma conjugação de acasos, para mais sendo em ambos os casos, pratos em que o ovo, quando entra, é escalfado.
Nas migas gatas tratou-se de reprodução fiel do que a minha filha (que fez estas migas) viu fazer em casa de família amiga, de Évora, uns dias antes. Comeu, gostou e reproduziu. Já na tomatada, até nem costumo pôr ovo, nem escalfado nem estrelado, quando é acompanhada por carne ou enchidos, como era o caso; mas o pingue que a farinheira deitou para o azeite da fritura foi demais e não resisti em botar-lhe o ovito. Pecados!

Maria Gloria D'Amico disse...

Caro Luis, não conhecia este belo e saboroso prato como tomatada. Gostei muito, até do nome, perfeito!
Quanto a refrigerar os tomates, eu concordo totalmente com o que pensas. Tomates refrigerados ficam cozidos, passados, parecem até estragados.
Vou levar e compartilhar.
Um abraço do outro lado do Atlântico.

Maria Gloria D'Amico disse...

Cada vez que eu vejo a foto desta tomatada eu não sei se passo mal ou bem. Espetáculo! Um abraço.