quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Ceviche de Carapau (do gato)

            Os ceviches são pratos admiráveis que, oriundos de toda a costa americana, desde o Sul como os famosos ceviches chilenos e peruanos, até à América central e até do Norte, com excelentes exemplos na cozinha tradicional mexicana, aproveitam o esplendor daquilo que é o essencial de qualquer ceviche: a frescura irrepreensível do peixe em geral e do atum em particular.
Hoje globalizados, como tudo o resto afinal, podemos provar estes deliciosos pratos em qualquer lugar em que exista essa inestimável benesse que é o peixe acabado de pescar.
Para fazer um ceviche qualquer peixe serve embora eu tenha uma especial predilecção pelos ceviches de peixes pequenos. Sendo hoje tema para esta 148ª Trilogia o "peixe do gato", a mando do Amândio que, na altura, devia estar a olhar ou a pensar no seu  Baltazar e que, assim nos pôs, a mim e à Ana, às voltas de peixe de gato, pegando eu naquele que é o seu paradigma, o belo do carapau de que algum até se chama "carapau de gato" e também no ceviche que aqui foi de carapau e que bem bom ficou para quem o provou e até para a gata Mia, que lhe ficou com as espinhas.

Ingredientes:

Carapaus
Sal e pimenta
Limão
Alhos
Pimento verde e vermelho
Azeite
Batatas

Preparação:


Com o auxílio de uma faca muito afiada retire a serrilha espinhosa cortando no sentido da cauda para a cabeça.
Retire então os filetes do carapau, cortando ao longo da espinha e da barbatana dorsal,
ponha-os durante uma hora em água gelada para perderem algum sangue que possam ainda ter.
Salgue os filetes com sal grosso integral, dos dois lados,
durante duas horas e com um peso a pressioná-los. Lave-os bem durante alguns minutos, seque-os e disponha-os num recipiente de serviço onde caibam sem sobreposições. Cubra-os de sumo de limão ou de lima
e deixe no frigorífico durante cerca de três horas ou até que a carne se apresente uniformemente branca, sinal de que já está cozinhada pelo ácido cítrico.
Escorra bem, espalhe por cima os pimentos e alhos, ambos picados,
regue com um bom azeite
e deixe por umas horas antes de servir com alguma batata cozida e salada a gosto.

2 comentários:

Paula disse...

Que apetitoso! Fiquei com água na boca...

Maria do Carmo Albino disse...

Em busca de onde comprar capilé, dei com "outras comidas". E, claro, com a receita de capilé que nos disponibiliza. Fiquei fascinada e fã das suas receitas. Gostaria de o felicitar por este trabalho e também agradecer-lhe as suas receitas e os seus comentários. Já encontrei avenca no quintal de uma amiga e já estamos a organizar a elaboração do fabuloso licor com a sua receita!