quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A Bela PICANHA!!!



foto retirada de Vida Boa

O nosso estilo de vida é o motor principal do aquecimento global.

Por isso, cada um de nós começa por ser parte do problema e deve ser parte da sua solução.
Veja como pode mudar a sua forma de consumir e, com isso, contribuir significativamente para combater as mudanças climáticas.

1) Diminuir o consumo de carne e leite de origem bovina

Porquê?
No seu processo de digestão, bois e vacas emitem metano, um gás 21 vezes mais poluente que o CO2 em termos de efeito estufa.
Surpreendentemente, o impacto dessas emissões é maior do que a totalidade das emissões provocadas por todas as formas de transporte no mundo.

Que tal
… repensar a sua dieta substituindo a carne e derivados de leite de origem bovina por outras fontes de proteína, como leguminosas e outros tipos de carne? Os portugueses consomem 300g de proteína animal/dia e necessitam de 60g.
A produção de queijo e leite, por exemplo, provoca duas vezes mais emissões de gases de efeito estufa do que a produção de carne.

2) Saber de onde vem a carne

O que tem isso a ver?…
A criação de gado para exportação, na Amazónia é actualmente um dos principais indutores da devastação da floresta-pulmão do mundo.
Basicamente, os 190 milhões de bovinos brasileiros (1 por habitante) servem para satisfazer a gula europeia por filés e picanha.


Que tal?…

… procurar saber a origem da carne de bovino que consome? No supermercado ou no talho, peça informações sobre a origem da carne, e evite que a picanha do seu almoço ajude a desmatar um hectare de floresta amazónica.

2 comentários:

Maria Lúcia disse...

Oi
Luís
Que tristeza eu adoro um
churrasco com é que vou
ficar.
De penitência vou morar na
Índia.
Eu sou contra o desmatamento.
Ouvi dizer que se tirar as
arvores à terra é uma areia.
Eu acho que devemos nos
unir eu comprar essas terras,
para poder cuidar melhor delas.
Abraço.
Lúcia.

anna disse...

O poster do Boss Amazonicus está 1 mimo! Bem verdade que uma imagem vale mil palavras!Reconheço que consumimos mais carne do que deveríamos, mas quanto à picanha estou inocente...
Sabes o que eu penso de carne mal passada...
Beijinhos.