quarta-feira, 12 de abril de 2017

Geleia de Flores de Sabugueiro (Trilogia 170)

              Quando a Ana, invocando uma momentânea debilidade de saúde, me pediu um tema “soft” para esta 170ª Trilogia, comigo e com o Amândio, fiquei por momentos a meditar no soft…soft…suave… e o que me veio à ideia foi a marca de tabaco que fumei durante muitos anos, uma mentira que não era nem suave nem tabaco português mas se chamava Português Suave.
Havia agora que pensar no que fazer com este tema de impulso e decidi juntar um aroma suavíssimo, o das flores de sabugueiro que agora despontam por todo o lado, com a mais suave das texturas, a fresca geleia que logo desaparece no calor da boca deixando livres os sabores e aromas que transporta.
Seria pois uma geleia de flores de sabugueiro!
Como as flores de sabugueiro não possuem pectina ou outro gelificante próprio, vamos ter de adicioná-la para obter esse efeito.
A gelificação da pectina é determinada pela adição do açúcar na presença de ácidos, neste caso o ácido cítrico, de que usaremos o purificado para que o sabor forte do sumo de limão, outro fornecedor possível de ácido cítrico, não se sobreponha aos delicadíssimos sabor e aroma das flores do Sambucus nigra.

Ingredientes:

Flores de sabugueiro frescas
Água mineral
Açúcar branco
Pectina em pó*
Ácido cítrico

Preparação:

Infunda em água pouco mineralizada, pétalas de flores de sabugueiro, que deverá arrancar das inflorescências e não cortar como se faz para a preparação do xarope,
que deixa um pequeno pecíolo verde ainda agarrado à flor. Neste caso, como queremos utilizar algumas destas pequenas pétalas para enfeitar a nossa geleia, há que separá-las totalmente dos pecíolos.
Deixe a infundir durante três dias no frigorífico
e filtre o líquido de modo a que fique totalmente límpido.
Este líquido fortemente aromático será a fonte da nossa geleia e é a partir dele que devem ser feitas as medições dos restantes ingredientes. Vou indicar as quantidades para gelificar 200g de água de sabugueiro*.
Leve ao lume 200g de água de sabugueiro, até ferver.
Junte 3,5g de pectina em pó*, previamente misturada com 250g de açúcar e 1g de ácido cítrico em cristais. Após retomar fervura, deixe ferver por dez minutos e, se quiser dar um efeito decorativo, junte algumas flores de sabugueiro de modo a que fiquem em suspensão.
Está pronta a geleia.
Enfrasque imediatamente, em frascos ou boiões esterilizados por fervura ou a seco, no forno a 150ºC.
Nota: * A pectina em pó é por vezes difícil ou mesmo impossível de obter. Se não tiver pectina, use as pectinas comerciais que já estão misturadas com açúcar. Nesse caso, siga as instruções do fabricante da pectina.


Sem comentários: