sábado, 7 de fevereiro de 2009

O Almoço Vegetariano

Como quase sempre acontece, primeiro apareceu como um nome: “Professor Leonardo Monteiro”, nome que correspondia a credenciais como mestre reconhecido de Medicina Tradicional Chinesa e Acupunctura.

Meses depois, muito estudo e muitas agulhas pelo meio, umas espetadas, outras, felizmente não, o Leonardo tornou-se Léo, o “professor” deu lugar ao amigo, em casa de quem, hoje, se almoça.

Vai ser um almoço especial: é que Léo tem um “pequeno problema”, ninguém pode ser perfeito, digo-lhe eu a brincar, acerca dos seus hábitos de vegetariano convicto, sem excepção.
Ainda tentei convencê-lo que o marisco, afinal, era quase uma espécie de meio-vegetal, mas foram esforços em vão: as únicas incursões pelas proteínas animais, ficam-se pelos lácteos e ovos, vá lá, assim já muito se consegue compor.
A mim, pois claro, calhou-me fazer o saudável repasto, não é em vão que se anda por aí a dizer que se é cozinheiro e pela boca morre o peixe!

Mas hoje vai haver “vingança do chinês”: é verdade que vamos todos ficar pelo vegetal, mas quem vai “comer” primeiro vão ser os leitores que por aqui passarem hoje de manhã, pois, desta vez, já vai estar publicado e ainda não comido. Portanto, se me está a ler antes da hora de almoço, saiba que esta comida ainda está incólume, à espera, lá mais para a tarde, do veredicto deste grupo.

Se está bom? Talvez!?

Ementa:

Húmus
Cogumelos Recheados com Iogurte Grego
Empadinhas de Tofu e Coentros
Arroz Thai, “Primavera”
Queijada
Chutney de Ananás e Pimento
Pudim de Pão

Prato de resistência do almoço, esta queijada vegetariana sem dúvida que promete:

Ingredientes:

Massa Quebrada,de Azeite
3 cebolas
3 dentes de Alho
7 Cogumelos grandes
Tiras de Pimento
1 Requeijão de Seia
6 Ovos
200ml de Natas
2 colheres de sopa de Azeite
Sal e Pimenta

Preparação:

Forre uma forma de aro com a massa quebrada e leve-a a forno quente até cozer.
Salteie a cebola e os alhos no azeite e misture bem com todos os outros ingredientes, excepto o pimento e os cogumelos.
Verta o preparado na massa previamente cozida, decore com as tiras de pimento e com os cogumelos inteiros e leve a cozer em forno esperto até estar dourada.

Sirva quente ou fria acompanhada de um chutney ou salada.
...............................................................
... e foi assim:


Se as havia, dissiparam-se as dúvidas e da melhor maneira. Mesmo os desconfiados (até eu, que o fiz) renderam-se às riqueza e delicadeza dos sabores apresentados, que começou com um aperitivo de húmus (sabor euro-mediterrânico, não árabe) em tostas, e cogumelos recheados com iogurte grego e mozzarela.

Ingredientes:

12 cogumelos grandes
2 Chalotas picadas
1 dente de Alho picado
1 noz de manteiga
1 pitada de Curcuma em pó
50ml de natas
1 colher de café de Maizena
Sal e Pimenta Preta
12 pedaços de Mozzarela de búfala.

Preparação:

Retire os pés aos cogumelos e corte-os em pequenos cubos. Escave um pouco o interior do chapéu, retirando as lâminas escuras, que junta aos pés cortados.
Leve ao forno os chapéus com a cavidade virada para baixo de modo a deixar escorrer o líquido que se forma. Deixe reduzir o volume a metade do original.
Refogue na manteiga os pés e a chalota, tempere com sal, pimenta e curcuma, junte as natas onde previamente dissolveu a maizena, mexa apenas o suficiente para ganhar consistência e reserve.
Recheie os chapéus com este preparado, cubra com um pedaço de mozzarela e leve a forno muito quente pelo tempo estritamente necessário à fusão do queijo.
.................................................................................

Seguiu-se para as Empadas de Tofu, acompanhadas de Arroz Thai Primavera, de que vos falei aqui e Chutney de Ananás e Pimentos, que preparei em Junho e está agora, 8 meses depois, na sua máxima pujança. Há esperas que valem a pena e que são insubstituíveis!

Ingredientes (10 Empadas):

350g de Tofu fresco, firme.
1 Cebola Roxa picada
2 colheres de sopa de Azeite
1 ramo de Coentros
1 colher de sopa de Farinha
1/2 pacote de natas UHT
Sal, Pimenta, Alho em pó e Noz Moscada
1 pacote de Massa Folhada, em rolo.

Preparação:

Refogue o tofu cortado em pequenos cubos, com a cebola picada, no azeite.
Quando o tofu começar a alourar, junte a farinha, mexa e logo as natas. assim que ganhar consistência, tire do lume, tempere com os temperos q.b. e, por fim, adicione os coentros.

Forre forminhas de empada com rodelas de massa folhada, encha com o preparado de tofu, tape com outra rodela de massa, sele as bordas dobrando-as e leve a forno quente até estarem bem cozidas.
........................................................................

Como vos disse de manhã, a proposta principal foi a Queijada e ........ recebeu pontuação máxima!
O equilíbrio conseguido entre sabores não era, em nada, inferior ao de uma congénere "carnívora". Para dizer a verdade, nunca neste almoço se notou a falta, fosse do que fosse, e terminámos saciados e satisfeitos, com o Pudim de Pão de que vos falei aqui.

Quem não era vegetariano, não passou a sê-lo, nem era esse o objectivo, mas deu para perceber que, com cuidado e imaginação, se podem apresentar, eventualmente, pratos magníficos neste registo saudável e muito, muito saboroso.

5 comentários:

jamsilva disse...

haverá duvidas sobre a qualidade?
se a materia prima é boa e o cozinheiro normalmente acerta ... é meio caminho andado parra o sucesso.

anna disse...

Lá que tem um aspecto fantástico... se ficou bom já não sei, que sou muito desconfiada da comida vegetariana!
Beijinhos.

Acupunctura e Saude disse...

Olha... sou uma das personagens deste almoco (calma la.. nao sou nem o arroz nem a queijada.. )... Sou o leo...o vegetariano... e posso dizer uma coisa a respeito da gastronomia vegetariana... pois sou esse "ser esquisito" ha mais de 25 anos....
Poucas foram as vezes que comi tão boa comida... Me senti um carnivoro num rodizio de carnes...
Mestre Luis... Obrigado pela atencao e o carinho.

Abracao

Amigo Leo

pipoka disse...

Luís,

Sou uma carnívora convicta (acho que são as minhas origens açorianas...não resisto a um bom bife mal passado). Mas os legumes merecem muitas vezes o papel principal à minha mesa.

Gostei muito das suas sugestões e, com esses trunfos, não acredito que o Luís quisesse convencer o seu amigo a comer marisco...

bjs

Eduardo Luz disse...

Luís, não posso deixar a Dé ver este menu !! rsrs Ficou com um aspecto excelente comprovado pelo prórprio Leo. Imagina se ele não gosta ? Acupunturista ?? rsrs
E gostei bastante da tentativa de provar que mariscos são quase vegetais!

Abs e vamos aos Y.