sábado, 10 de janeiro de 2009

Cake Indiano de Peru e Caril


Quando há uns poucos dias a Pipoka o publicou, no Three Fat Ladies, eu soube de imediato que iria em breve experimentar esta "bôla" oriental.
'
Com os restos de perú de Natal, que acabam sempre a secar por tempo indeterminado no congelador, meti mãos à obra e dentro em pouco estava pronto este delicioso bolo salgado, que, durante o (pouco) tempo que sobreviveu, mostrou como pode ser versátil, quer sendo petisco de momento, refeição leve ou acompanhamento de um vinho em cavaqueira.
'
A receita é quase a da Pipoka: o "quase" deve-se, principalmente, às nossas evidentes diferenças quanto ao grau de "calor" que um caril deve ter.
A Pipoka usou Caril Madras, não sei se o hot, se o medium hot.... de qualquer modo, para mim, tenho que mesmo o medium já é puro "suicídio por combustão interna" :-), pelo que utilizei um vulgar caril indiano com muito sabor e bem pouco "calor". Cada um com seu gosto!
Claro que usei o peru que tinha em casa em vez do frango original e como suspeitei logo que a receita dela não era coisa para precisar de ensaios, tinha cara de ser êxito garantido, dupliquei logo as quantidades e não me arrependi.
Tivesse triplicado e teria marchado na mesma.
'
Ingredientes:
'
3 colheres de sopa de caril em pó
360 g de farinha para bolos com fermento
6 ovos
2 dl de leite de coco
2 dl de azeite
2 colheres de sopa de coco ralado
240 g de peru ou frango cozinhado ( usei muito mais, sem pesar)
Sal
'
Preparação:

Misturar todos os ingredientes líquidos e depois a farinha misturada com o caril.
Juntar o frango desfiado e temperar com sal. Verter a massa numa forma de bolo inglês untada e enfarinhada e colocar imediatamente no forno.
Coze durante cerca de 50 minutos em forno médio.

4 comentários:

anna disse...

Também vi este bolo na Pipoka e também me deu vontade de experimentar, só que não tem sobrado frango suficiente das paparocas. Vou usar caril normal...
Beijinhos.

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Já fiz empadão de perú mas ainda tenho mais congelado vou fazer com caril normal.Claro que se fosse só para o filho e maridão usava um bastante forte;mas para mim e filha têm que ser mesmo o normal.Está um espetáculo.Beijinhos

pipoka disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pipoka disse...

Ainda bem que gostou!
Da próxima, seguirei a sua sugestão e aumento a dose da carne. Tive vontade de o fazer, mas estava com algum receio de que o bolo ficasse pesado.
Quanto às nossas divergências em relação ao caril, acho que são secundárias, pois o mais importante é o perfume que a mistura de especiarias confere ao bolo.
De qualquer forma, o madras, que é uma mistura extremamente aromática, embora conotado com hot existe também nas versões mild e soft.