sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Limões em conserva marroquinos ( hamed mreked)

................. Mesmo quando usamos os mais fiáveis Ras-el-Hanout, os argões e tajineiras originais, há normalmente algo de indefinido que fica a faltar nas nossas tentativas de igualar os magníficos pratos da cozinha marroquina: é o sabor único do omnipresente limão confitado em sal, o aparentemente impronunciável hamed mreked que, se não se trouxe de lá, cá é impossível de encontrar e é insubstituível por qualquer casca de limão.
Mas é muito fácil de fazer:
.
Ingredientes:
.
Limões
Sal
.
Preparação:
.
Lave muito bem limões pequenos e que não tenham sido encerados com parafina, que é virtualmente impossível de eliminar sem recurso a detergentes. Os limões do Algarve são excelentes para este fim.
Dê um corte a partir de um topo do limão até cerca de 2cm do outro topo.
. Vire o limão e faça um novo corte, num plano perpendicular ao primeiro, a partir do topo que ainda não foi cortado.*
.
Encha de sal marinho grosso uma das fendas.
e a outra.
Vá guardando os limões em frascos de boca larga, o mais apertados possível entre si, (é onde se vê como é bom que sejam pequenos!), tape e espere 4-5 dias, após os quais, se o líquido formado não for suficiente para cobri-los, deve acabar de encher os frascos com água a ferver saturada de sal.
.
Ficam prontos para utilizar (só se usa a casca) em 3 semanas e conservam-se na salmoura por um ano.
Dão um aroma estranhamente sensual a qualquer prato, mesmo fora da cozinha marroquina.
.
Nota:* Por vezes usa-se uma outra maneira de cortar os limões, quatro golpes profundos segundo as linhas meridianas, como acima, mas deixando os 2 topos não cortados. É indiferente quanto ao resultado, mas mais difícil de abrir os golpes para encher de sal.
Também é vulgar usar temperos nestes limões (sementes de coentro, louro, alho, etc.) o que pode ser uma mais valia quando se usa em juliana fina nas saladas ( Hamed msiyér).

5 comentários:

farófia disse...

Tenho dois limoeiros que estão agora cheínhos de limões maduros....esta é uma óptima oportunidade para os aproveitar fazendo esta conserva de limão.
Li a sua referência ao uso das cascas dos limões em saladas e posso perguntar-lhe em que mais receitas (sem serem marroquinas) se poderá dar bom uso a esta "conserva" de limão?

obrigada

LPontes disse...

Farófia,
Além do uso intensivo nos pratos marroquinos (e é uma cozinha espantosa em que vale bem a pena mergulhar sem medo!), estes limões em pickles de sal aromatizam qualquer guisado, estufado, molhos, massas feitas no wok, marisco, caril, etc., de uma maneira bem diferente da que se oteria com raspa ou vidrado de limão fresco.
A tal juliana fininha para saladas, é a variedade condimentada, o "Hamed msiyér" que se faz juntando ao sal, sementes de coentro, noz moscada, alhos, louro, gengibre, às vezes açúcar ou mel.

anna disse...

Eu a pensar que ias fazer compota de limões com açúcar e tu sais com conserva de limões em sal... lol!
Beijinhos.

cupido disse...

A cozinha marroquina é para mim um mistério, mas sou capaz de dar esse tratamento a uns quantos limões. É capaz de dar um resultadão num assado de bom frango que me está a passar pela cabeça :)

João disse...

A primeira vez que vi este tipo de conserva de limões foi em Marrocos na casa de uma humilde familia berebere. E era exactamente assim que eles os preparavam, mas só os consumiam passado alguns meses. Ainda tenho em memória o "Frango ao limão" que lá comi... siplesmente delicioso.
Excelente post Luís!

Cumprs,
João