terça-feira, 22 de março de 2011

E-mail aberto a um cabotino chato.


................... Por certo muitos se lembram do recente e triste episódio em que o autor de um blogue à procura de notoriedade, decidiu atacar de forma malcriada e soez, vários blogues do tema culinário.
Na altura fiquei chocado e, apesar da consideração que o referido bloguista me merecia, sendo autor de um dos mais importantes livros de cozinha já publicados em Portugal e pessoa com quem trocava impressões amiúde, insurgi-me aqui contra a inusitada investida, neste que é dos derradeiros espaços calmos e educados da blogoesfera, em que se pode ter caixas de comentário sem moderação por termos estado, até aqui, livres de díscolos e energúmenos tão característicos de outras áreas e podendo assim estabelecer diálogos sem constrangimentos.
.
Na ocasião o tal doutor reagiu, confessou até que tinha conseguido à minha custa o seu objetivo de aumentar audiências, não liguei mais e pensei que a coisa ficava por ali, e bem.
.
Afinal descubro agora que, longe de ter acabado, o episódio tem-se perpetuado no blogue do senhor e eu até vou sendo o bombo da festa, chegando o homem ao descaro de "desviar" fotos do meu blogue para ilustrar as suas diatribes contra a existência em blogues de culinária de ... fotos!
Acabou por escolher mal a foto e o tema (o "cachaço longamente assado" de há uns dias) e só demonstrou que na verdade, desconhece a técnica de fazer carne de porco sem nunca chegar a ferver e o tom rosado daí resultante; claro que não se pode saber tudo mas não fica mal a ninguém perceber que há sempre qualquer coisa que ainda não se sabe.
Evita-se assim, fazer-se figura de parvo!
...
Soube da minha situação de estrela no pequeno mundo do doutor porque ele teve o cuidado de me enviar um mail avisando-me que tinha por regra avisar as pessoas que citava nos seus posts. Fui lá ver e lá estava eu no tal último post, mas também em outros, de que nunca me avisou, apesar da alegada regra.
De facto, a única regra que o tal doutor-ditador-da-alta-gastronomia parece ter bem consolidada, é a de entrar sem convite pelas casas dos outros e pôr-se aos gritos, malcriado, qual fiscal ou autoproclamado árbitro dos alheios gostos, posses, blogues e maneiras de cozinhar, sendo afinal um pobre diabo em delírio de passadas grandezas familiares provincianas, a atirar poeira aos olhos ( ignorantes, é claro) de quem o lê, com os seus livros de cozinha de panteão e a citar para plateia distraída Santi Santamaria, de quem, se alguma vez tivesse lido alguma coisa, saberia que tinha, da sua querida gastronomia elitista uma opinião seguramente bem diferente - " A gastronomia é a arte da aparência. Aprendes uma série de artifícios e há um manual de instruções que muda conforme a moda. Mas a cozinha é muito mais profunda, é a raiz da cultura. A cozinha familiar é a mais importante que há, é a verdadeira cozinha nacional de um povo." .
Na verdade nem sei porque perco tempo com tão “ruim defunto”(sic), agora que é mais que claro tratar-se apenas de um anacronismo, um fóssil que tendo em tempos escrito um excelente livro, teima em sonhar estalinistas sonhos hegemónicos à volta da única maneira de se encarar a cozinha e o mundo: a sua maneira, claro está!
Continue assim que vai longe, ainda ganha mais uma condecoração, a Comenda da Ordem de S. João Batista, que premeia os mais esforçados pregadores no deserto.
Não que os pregadores no deserto me incomodem particularmente, até porque no deserto que conheço, costumo encontrar camelos e beduínos mas nunca, felizmente, encontrei pregadores. Já agora, explico sucintamente o que entendo aqui por deserto: são aqueles blogues chatos e professorais que ninguém lê, onde se fechou a caixa de comentários para ocultar que não há lá nenhum e não há registo de visitas para que alguém que lá aterre por acaso não perceba que é um dos cinco visitantes diários, isto a fazer fé que a audiência quintuplicou (era 1 e agora são 5!) depois da publicidade que lhe fiz quando aqui verberei a tal inqualificável e grosseira investida contra o seu odiozinho de estimação, as tais “tias” da blogoesfera que são, basicamente, toda a gente que, ou já fez uma receita da Nigella, ou tem um livro do Jamie Oliver e fala com naturalidade e à vontade, das comidas que faz lá em casa, umas mais competentes, outras menos, umas mais tradicionais, outras mais light, todas pecadoras do crime capital de ilustrarem os posts com fotos, gente que, por certo, não faz blogues de cozinha por querer entrar para a História, fazer cátedra ou deixar acórdão.
.Acabei até por me arrepender um pouco de lhe ter então zurzido as orelhas, pois, apesar de ser ele o médico e eu não ter capacidade para fazer diagnósticos, não pude deixar de colocar-me a hipótese de estarmos em presença de alguma lamentável patologia senil a instalar-se, que faça uma pessoa que é evidentemente culta e inteligente, estar de tal modo dissociada do mundo em que vive que não tenha conseguido compreender que esta blogoesfera das culinárias pessoais não é, nem quer ser, nem finge ser, escola de alta-cozinha, fórum de gastronomia, ou sequer manual de receitas açoreanas.
Faz-me pena ver alguém que teria, seguramente, imenso a partilhar com todos nós, ser afinal , no seu snobismo amargo, de tal forma possuído por uma desmedida vaidade, um priapismo do ego, que o leva a continuar na senda do discurso cabotino de grandezas e sabedorias afinal estéreis (porque a ninguém servem), babando fel, espadeirando a esmo qual D. Quixote contra os moinhos de vento, infelizmente aqui, sem grandeza, sem sonho, sem elegância, sem educação.
Felizmente que ninguém o ouve!

18 comentários:

ashitaka disse...

Caro Luís,
Sou um (recente) leitor assíduo do seu blog (no último Domingo assei longamento cachaço inspirado no seu post recente!) e fui ler as várias referências, posts e comentários nos vários blogs (tudo novidade para mim). Extraordinário, não sei se o que mais me impressiona relativamente ao cidadão maldizente, se é a falta de educação, o autismo ignorante ou o tempo perdido em algo que não tem qualquer interesse. Haja saúde! Parabéns pelo blog Luís.
Cumprimentos,
Daniel Alegria dos Reis

Ana J. disse...

Bravo!

Nada mais a acrescentar a esta triste história...

São poucas as pessoas que ignoro, e se pensar bem, se calhar a única, mas este senhor faz-me "comichões" e não vale o esforço.

Os meus cumprimentos,

Anabela

Nelinha disse...

Na senda do seu comentário final: "Felizmente ninguém o ouve" penso que o melhor é não o ouvir MESMO!!!!
Acho a sua resposta fenomenal, porque o homem tira qualquer um do sério, mas penso que, neste caso, partir para a ignorância é o melhor!!!!

Cumprimentos

Lídia Fernandes disse...

Realmente o autor desse blogue deve estar senil, só pode.

Luís, continue a mostrar-nos as suas fotografias, textos e a sua magnífica experiência.

É um prazer ler o seu blog.

Muitos Parabéns!

miquinhas e cia disse...

Caro Luís
Conheci o seu blog recentemente através do blog da Anna e fiquei uma fã incondicional. Babo de olhar para as suas receitas. Embora não tenha um blog de culinária sou uma grande apreciadora de comida: a cozinhá-la e principalmente a comê-la.

E olhe que nem vale a pena perder tempo com gente desta, que do alto do seu "trono" só sabem arrotar postas de pescada fora do prazo.
Sigo todos os blogs que foram alvo da ira do dito senhor e gosto de todos eles.
Continuem a publicar as vossas receitas, com muitas fotos (útilissimas para quem é um amador nesta coisa da culinária), textos e tudo o que vos passar pela cabeça e que nos anima.
Um abraço e continuação do óptimo trabalho.

PS- a propósito, e desculpe a minha ousadia, mas ando para lhe pedir um conselho: tenho lá em casa umas peças de carne de veado - oferecidas pelo meu irmão que tem como hobbie a caça - mas não sei como cozinhá-las. Alguma sugestão?

Miquinhas

HV disse...

Força aí, Luis. O tal doutor bem pode berrar e estrebuchar que ninguém lhe passa cartão. De tanta sabedoria que apregoa e que parecia ter, afinal é um ignorante e incompetente.E a ignorância mais a incompetência são muito atrevidas.

Elvira disse...

Caro Luís,

Só lhe posso dar os meus mais sinceros parabéns pelo texto - magistral - que acaba de publicar. E assino por baixo.

Sabe que já estive para lhe escrever sobre o assunto? Porque fiquei tão chocada com a besta do JVC que queria tornar públicos alguns factos. Depois, desisti. Achei que era dar muita importância a uma pessoa visivelmente senil ou sofrendo de distúrbios da personalidade. Esse "senhor" anda-me a assediar há meses com emails todos mais contraditórios uns que os outros, por vezes insultos até, comentários mal educados - alguns assinados, outros anónimos e outros ainda usando identidades falsas e até usurpadas a outros blogueiros; o que é no mínimo ilegal -, posts azedos, transpirando ódio, frustração e inveja, etc.

O que começou por ser uma coisa apenas irritante acabou por tornar-se num joguinho arrepiante. E assim tive de infelizmente denunciar o "senhor" por SPAM, moderar os comentários e impedir comentários anónimos. Quando o JVC viu que eu lhe tinha "partido o brinquedo" entrou em fúria e escreveu os tais posts no seu sitezinho bafiento que ninguém lê. Um triste...

Guardei todas as provas do assédio: emails, comentários assinados por supostos outros blogueiros mas sempre com o mesmo IP - o do computador dele, as inúmeras horas passadas no meu blog (sempre com o mesmo IP), etc.

Vieram-me exactamente ao espírito as mesmas palavras que o Luís usa para falar do JVC: provinciano, ditador, senil, mal educado, snob, egocêntrico, deselegante, etc. Acrescento ainda : frustrado, invejoso e azedo.

Enfim, em nome de todas nós, muito obrigada, Luís, por ter dado esta "coça" bem merecida ao "senhor".

Já tinha imenso respeito por si. A minha intuição confirma-se.

Um abraço.

anna disse...

As estrelas brilham porque têm luz própria... não adianta tentar ser estrela por agitar as águas, nem causar tempestades em copos de água.
Tu és estrela para mim!
Beijinhos.

Adélio Martins disse...

Olá Luís Pontes

Parabens pela excelente resposta que deu a alguem que tem a mania que é inteligente e a quem eu costumo chamar "adiantado mental".
Continue a alegrar-nos com as excelentes e realistas receitas, acompanhadas pelas belas fotografias.
Ao contrário do dito, sou um bocado "burro" e para mim as fotografias nunca são demais.

Um abraço

Luisa disse...

Luís

Só para lhe dizer que tem toda a razão e que tem mais uma fã aqui, que descobriu o seu blogue a partir do blogue da Anna. Mais fico sempre expectante sobre o vosso tema da 4ª feira.

Bjs

Flor de Sal disse...

Olá Luís!
Melhor seria quase impossível. Olhe, acho que temos de dar um desconto ao Sr. Acho que deve cheirar a mofo, ter uma vida super entediante, ser mal-amado, não ter uma ocupação interessante e, acima de tudo, ser MUITO INFELIZ!!! COITADO.

Beth Müller disse...

Caro amigo, se assim posso lhe chamar: discordo de vc. no seguinte segmento de seu texto: "Faz-me pena ver alguém que teria, seguramente, imenso a partilhar com todos nós...". Com esse nível de ódio e ressentimento, esta pessoa nada tem a partilhar conosco (veja que me incluo no seu blog!). Muito menos partilhas sabores e odores. Deve-se engasgar a cada vez que come. Viva nós! Beth Müller (RJ)

Beth Müller disse...

Correção: onde se lê partilhas, leia-se partilhar. Só isso. Beth

Micas disse...

Ola Luis, mais uma vez respondeu muito bem ao tal sr dr, parabens!! Visito sempre o seu blog mas ainda nunca tinha comentado, já partilhei varias vezes no meu facebook as suas receitas e a outra referencia a este snob no outro post anterior. Acho de estremo mau gosto alguém que se acha grande cozinheiro ou um expert nas artes culinárias, mas nunca ilustrar ou provar o que faz com fotos. Ficamos com a duvida será que sabe mesmo ou será que só sabe escrever? Da teoria á pratica vai uma grande distancia. Ignore e siga em frente, pois ao contrario do tal Dr, o Luis tem um blog acessível e apetecível para todos. Sempre que tenho comentários menos dignos no meu blog denocio de imediato, não tenho paciencia para este tipo de gentinha com falta de protagonismo e de educação.
Um abraço

Romy disse...

Quem deve fazer copy paste é esse senhor pois esse texto é muito parecido com o que deixou no meu blogue.
Lamentável :-/

Elvira disse...

PS : e já agora, não faz sentido um blogue sem fotos. Só essas comprovam que a receita foi mesmo confeccionada, além de permitirem termos uma visão de como o cozinhado deve ficar quando está bem feito. Indispensáveis, no entanto.

Por sinal, acho as suas fotos muito boas e esclarecedoras.

Carla Soar disse...

Chato que se preze é ignorante e confunde soberba com virtude... o blogueiro em questão ganhou medalha de ouro na modalidade...

Cenourit@ disse...

Caro Luis
Como lhe disse lá ma minha modesta tasca, este post/resposta a um ser vazio é de mestre!

Ignorar é a melhor solução!