segunda-feira, 23 de maio de 2011

Papas queimadas

         Chamam-lhe sêmola, farinha grossa, rolão, etc. mas o termo certo para esta espécie de areia grossa feita de fragmentos de milho amarelo é carolo de milho e usa-se em polentas grossas e numa infinidade de pratos africanos.
Estas papas que hoje fiz e aqui deixo têm a particularidade de serem queimadas como leite creme em vez de polvilhadas com canela e esse pormenor torna este doce tão simples em algo realmente diferente e que muito gostei de experimentar.

Ingredientes:

1 medida de carolo de milho
8 medidas de leite
1,5 medidas de açúcar
0,5 medida de açúcar para queimar
1 gema por cada 50g de carolo
Casca de limão

Preparação:

Ponha o carolo a cozer no leite, com a casca de limão, em lume muito baixo e recipiente tapado.
Ao fim de cerca de 40-45m, o cozimento vai engrossar e é altura de adicionar o açúcar. Mexa bem e junte então as gemas que devem voltar ao lume para cozerem.
Retire a casca de limão e verta para um recipiente de serviço.
 Depois de frio ou, pelo menos, morno, espalhe açúcar e queime com ferro de tostar leite-creme ou com maçarico.
 Se quiser pode polvilhar de canela , que é a forma clássica de comer as papas doces. Nesse caso, ao confecionar o doce deve usar a totalidade do açúcar.
Nota: Pode encontrar carolo na secção de farinhas dos supermercados. No entanto, este bem grosso que aqui usei, só se encontra à venda nas lojas e bancas de feira especializadas em comida africana.

3 comentários:

isabel disse...

quais gemas a receita não refere ovos

LPontes disse...

Isabel,
Obrigado pelo reparo, já está corrigida a falta.
(Ainda não foi desta que se conseguiram fazer omeletas sem ovos!)

Isabel Gomes disse...

Sou natural de uma pequena aldeia, onde a sobremesa tradicional são papas de carolo simples. E eu gosto. Mas confesso que fiquei com água na boca quando vi a sua receita. É muito melhor e, de agora em diante, vou passar a fazer as papas como sugere.
Parabéns pelo blog.

http://codigodacoqueteria.blogspot.com