domingo, 24 de outubro de 2010

Roupa Suja

.................. Agora que o tempo arrefeceu de vez, o cozido voltou à mesa e, claro, as suas sobras. Um cozido que se preze tem de sobrar!
Quando eu era miúdo estavam sempre a dizer-me que a comida não se podia estragar, os meninos esfomeados do Biafra, e eu ia comendo sem nunca perceber porque é que o facto de eu comer tudo ajudava os desgraçados cheios de moscas nos olhos, mas na verdade ficou cá um gosto especial, não só por comer como por aproveitar tudo aquilo que possa sobrar na cozinha e na mesa.
.
As possibilidades de reciclagem culinária de um cozido são imensas e dependem quase sempre dos ingredientes sobrantes, desde o clássico empadão do dia seguinte, das cantinas, até à deliciosa sopa seca de que vos falei aqui.
Às sobras deste cozido decidi, em boa hora, aplicar o tratamento "roupa velha" e ao feliz resultado dei o nome alusivo de Roupa Suja.
.
Ingredientes:
.
Todas as sobras de um cozido
.
Preparação:
.
Frite lentamente o toucinho e carnes gordas de modo a que libertem a sua gordura.
.
Junte então todas as sobras, enchidos e arroz de sustância incluídos,
.
faça umas voltas rápidas em lume muito forte até tudo estar bem envolvido e quente.
Sirva sem demora.

5 comentários:

moranguita disse...

hoje o almoço ca em casa foi cozido e sobrou bastante:-)
aqui esta uma maneira de o aproveitar
eu costumo fazer sopa
beijinhos

Joba disse...

Boa noite. Obrigado desde já por partilhar as suas incriveis experiências gastronómicas. Vinha pedir-lhe para me explicar melhor o seguinte. No seu post de Out 09 sobre como curtir azeitonas , na parte de conserva, depois de introduzir no garrafão, os 4/5 de azeitonas , encher o restante com água mineral, depois de adicionar 2 colheres de sal generosas, a questão que eu coloco é a seguinte: Durante os 6/8 meses nunca se muda a água? Alivia-se apenas a tampa para libertar os gases? A água é sempre a mesma? Grande abraço e agradeço desde já uma resposta à minha pergunta. Joao Sá

LPontes disse...

Joba,
Nunca! Na conserva de azeitona o processo é mediado pelos taninos que a azeitona liberta para a água, pelo que esta só é mudada mesmo no fim, é mais uma lavagem antes de temperar e começar a consumir.
Claro que se tiver acesso a água sem tratamento, pode fazer muitas lavagens à azeitona britada ou retalhada e ter assim azeitonas em 15-20 dias, mas isso já é outra história.

anna disse...

Não sei fazer cozido sem ficar com sobras imensas... por isso faço-o tão poucas vezes. Esta deve ser a forma mais simples que «ouvi» até agora de as aproveitar.
Não lhe chamaria Roupa Suja, mas sim Cozido de Roupa Nova ou Cozido de Cara Lavada, mas isso sou eu a pensar...
Quando dizes «fritar as carnes gordas», é sem juntar qualquer tipo de gordura? Imagino que sim.
Beijinhos.

cupido disse...

Uma boa forma de reciclar o cozido. Concordo inteiramente com a Ana em relação ao nome do prato. Como na roupa velha, o nome não faz justiça ao sabor.
Só uma questão: que te pareceria srevir o arroz à parte?