segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Pudim de Leite Condensado (base)

...................... Este pudim, aparentemente igual a milhares de outros com o mesmo nome e mesmos ingredientes, qualitativamente falando, foi na verdade "inventado" (como se fosse possível inventar ainda alguma coisa!) para um fim específico ligado à sobremesa do próximo jantar entre o Outras Comidas e o DCPV do Eduardo Luz.
O resultado foi este pudim inacreditavelmente resistente a todas as "maldades" que costumam estragar pudins, incluindo até impossibilidades teóricas como misturar álcool ou sumo de limão sem provocar a textura grumosa indicadora de incompatibilidade química entre os componentes.
Aqui obtém-se um pudim firme como um bom pudim de ovos e liso como um flan e que, se é bom assim mesmo, poderá servir como receita base para o pudim que quiser criar, é só alterar o ingrediente nº3.
.
Ingredientes:
.
1º - Uma lata de leite condensado
2º - O mesmo volume de ovos
3º - O mesmo volume de leite, ou de...
Açúcar para caramelizar a forma
.
Preparação:
.
Bata os ovos com o leite condensado e deixe em repouso por cerca de 15minutos para deixar sair bolhas que iriam afetar a textura final. Adicione então o leite (ou um vinho, um sumo, um licor, etc.), misture sem bater, vaze para uma forma caramelizada e leve a cozer em forno a 150ºC e banho maria até estar cozido.
Deixe arrefecer por algumas horas no frio antes de desenformar.
.

4 comentários:

anna disse...

Um belo pudim!
Também faço, parecido, mas sempre com leite... mas não fica como o teu sem buraquinhos nas fatias...
Beijinhos.

cupido disse...

Agora fiquei a pensar no terceiro ingrediente... Vou pensar mais um pouco e logo vejo se adiciono uma medida de moscatel de setúbal.

O pudim está com um ar tentador e não será de certeza o elo mais fraco do jantar (isto a acreditar que o pudesse haver). Este pudim não se safa de ser ensaiado.

LPontes disse...

Ana,
o que diferencia este é a proporção do elemento 3: os pudins de leite condensado costumam apresentar algo como 1+1+2 (sendo o 2 referente ao leite simples).
Neste faz-se 1+1+1 o que dá uma consistência muito diferente, mais duro mas sem perder a untuosidade do l.condensado.
Cupido,
este pudim funciona no fio da navalha proporcional e deves, no caso do álcool, usar deste a medida mais o correspondente à graduação do vinho usado, i.e. se usares um Porto, mais 20%de volume, se um cognac mais 35% etc. de modo a manter a volumetria total após a evaporação de fase alcoolica que se dá durante o cozimento. Experimentei vários alcoois e acabei por avançar com um pudim Porto tawny que ficou sublime! (O de cachaça tb não é nada mau mas só eu é que gostei) ;-)

moranguita disse...

eu csoptumo fazer amis ou menos assimcom menos ovos
e gosto de variar em vez deleite, cha de variso sabores e fica uma maravilha
beijinhos