terça-feira, 13 de maio de 2008

Xarope de Flor de Sabugueiro


Os sabugueiros estão agora em flor!
Por toda a parte espalham o seu doce aroma e mostram as grandes umbelas brancas. Chegou o momento, é agora ou só daqui a um ano, de fazer um dos xaropes mais delicados e perfumados, pouco usado entre nós mas que é um dos mais populares em toda a Europa Central e do Norte.
Uns momentos de trabalho agora serão pagos com juros nos dias quentes em que nos poderemos refrescar com uma suave e doce bebida gelada, com um aroma que lembra as líchias.
Dura indefinidamente enquanto fechado na garrafa e faz-se assim:

Ingredientes:

1,5 l de Água mineral leve
2,5 kg de Açúcar
25 flores (umbelas) de Sabugueiro
2 Limões maduros que não tenham cera na casca
40g de Ácido Cítrico

Preparação:

Colha as umbelas bem abertas e maduras (quando se agitam, devem soltar as pequenas flores) de um sabugueiro que não esteja na berma de uma estrada, pois as flores não devem ser lavadas para não perderem o seu delicado aroma.
Em casa, examine cada flor e retire qualquer insecto que possa estar aí escondido. Repare que as pequenas florinhas brancas estão suportadas por uns pedúnculos verde claro. É importante que utilize apenas as flores brancas e não os tais pedúnculos. Pode cortar (aparar) as flores com uma tesoura, o que dá imenso trabalho, ou então sacudir enérgicamente toda a umbela, batendo na borda de um alguidar de modo a fazer cair as flores. Se a umbela estiver convenientemente madura esta queda é imediata. Pelo sim, pelo não, é melhor colher umas a mais!

Ponha as flores num recipiente que possa cobrir e resistente ao calor, cubra-as com os limões cortados em rodelas muito finas, o ácido cítrico e o açúcar e regue com a água mineral (melhor se for Luso) a ferver. Revolva para dissolver o açúcar, tape, e deixe num local fresco por 3 a 5 dias, mexendo uma vez por dia.

Após estes dias de maceração, o xarope deve ser filtrado por um passador de gaze fina, o que pode ser facilitado se o aquecer antes de filtrar, para reduzir a viscosidade. Ponha o filtrado num garrafão ou garrafas e deixe em repouso absoluto por 3 dias para que assente qualquer poeira que tenha escapado ao filtro.

Decante para uma panela, cuidadosamente se se formou algum depósito, junte mais 500g de açucar e leve à ebulição até que este açúcar esteja completamente dissolvido.
Engarrafe bem quente em garrafas ou frascos pequenos préviamente esterilizados com água a ferver, pois uma vez aberto o recipiente, deve ser consumido rapidamente ( uma semana).

Nota:

Utiliza-se dissolvendo uma parte deste xarope em 6-7 partes de água gelada, com uma rodela de limão.

4 comentários:

monica disse...

Tenho vários sabugueiros no gerês por isso acho que vou aproveitar as flores para outro fim que não os doces e chá.

Marizé disse...

Isso deve ser um verdadeiro néctar.
O ácido citrico, pode ser sumo de limão ou é algo mais especifico?

Tatiana disse...

Ola Luís! Encontrei o seu blog quando procurava uma receita do xarope de sabugueiro q eu adoro.
Quero aprender a fazer, mas tenho uma dúvida cruel...nao tenho sabugueiro e nem sei onde encontrá-lo aqui na região...será q funciona fazer com o sabugueiro desidratado q vi no supermercado para fazer chás? :/
Abraço!

Anónimo disse...

Fiz a receita e o resultado é simplesmente fantástico! Obrigado por partilhar esta receita com todos nós!